Google+

English

Toro Y Moi lança novo single digital

Após ter seus três álbuns lançados no Brasil, Toro Y Moi, projeto do multi-instrumentista, cantor e compositor Chaz Bundick, disponibiliza hoje digitalmente o single digital “Campo”. O novo trabalho do norte-americano, que se apresentou no país esse ano, é composto por duas faixas, ambas de sua autoria.

Na faixa-título, “Campo”, Toro mostra uma melodia mais pop, com o vocal mais evidente do que em seus trabalhos anteriores e um pouco menos experimental. No lado B, ele diminui o ritmo com a música “Outside With You”, que se aproxima mais dos trabalhos do início de sua carreira

Campo

O artista norte-americano Toro Y Moi lança seu novo single “Campo” mundialmente no dia 19 de novembro. O single contará com duas músicas inéditas: “Campo” e seu lado B, “Outside With You”.

Toro Y Moi lança clipe de “So Many Details”

Toro Y Moi está esquentando os motores para o lançamento do seu terceiro álbum, “Anything in Return”, que chegará simultaneamente ao Brasil no dia 22 de janeiro pelo selo Vigilante (Deck). Hoje ele lança o clipe do primeiro single desse trabalho, “So Many Details”.

Chaz Bundick, nome por trás do Toro Y Moi, eleva o seu trabalho a um novo patamar com as 13 canções que compõem esse álbum, todas de sua autoria. “So Many Details” é uma prova clara disso. E, para esse lançamento, foi preparada uma ação especial: assim que o vídeo atingir 250 mil views será liberado o próximo clipe de “Anything in Return” no site dele: www.toroymoi.com.

Para assistir, acesse: http://youtu.be/O0_ardwzTrA

 

Toro Y Moi

Causers of This

A Deck coloca nas lojas o álbum “Causers of This”, estreia de Toro Y Moi, lançado em 2010 no exterior. O disco, que rendeu boas críticas em sites de renome como Pitchfork e NME, é composto por 11 faixas e chega em formato digital e físico.

June 2009

O single ”Blessa’, primeiro lançamento comercial de Toro Y Moi, apresentou ao mundo a marca instrospectiva de Chaz Bundick através de sua música pop atmosférica. Depois de dois álbuns lançados, um EP e muitos shows, essas músicas ainda significam muito para ele, e por isso estão reunidas na retrospectiva “June 2009”.

“June 2009” nos mostra a mente de um artista que não sabe para que lado seguir após ser despojado da estrutura de uma vida escolar. Ele briga com amigos devido a mudança (Faixa “Sad Sams”), sofre a pressão de uma mudança para Nova York,necessária para a carreira (“Take The L To Leave”), e teme que simples prazeres tornem-se coisas do passado (“Ektelon”).

“New Loved Ones” mostra Bundick em um ambiente de rara intimidade, acompanhado apenas por uma guitarra acústica e na agonia de amor perdido. Com músicas variadas no estilo, mas unidas por um assunto pessoal, “June 2009” é um retrato de um homem jovem, sem saber, à beira de uma frutífera carreira.

Freaking Out

Após lançar no Brasil o novo álbum do Toro Y Moi, “Underneath the Pine”, agora o selo Vigilante (Deck) traz o EP digital “Freaking Out”, composto por cinco faixas. Terceiro lançamento de Toro Y Moi em menos de 18 meses, o novo trabalho é mais festivo do que o seu antecessor.

A primeira faixa “All Alone” foi considerada pela Pitchfork “Best New Tracks”, uma categoria do renomado site que recomenda grandes músicas. Na metade do EP está “Sweet”, uma impressionante colagem de sons que parece dialogar com o dubstep atual e que inclui sintetizadores suaves e vocais pontuais bem arranjados.

Há ainda o inspirado cover para “Saturday Love” de Cherrelle and Alexander O’Neill. E, fechando, um encontro entre os dois trabalhos anteriores, “Causers Of This” e “Underneath The Pine”, com a faixa “I Can Get Love”.

Underneath the Pine

Toro Y Moi é o projeto do norte-americano Chaz Bundick, que inspirado na coleção de discos de vinil e fitas cassete de seus pais, criou um som que mistura Flaming Lips e Animal Collective com o pop do beach-boy Brian Wilson, mais um dedinho de música negra e ruídos tirados de algum game boy. Um som que cai como uma luva nos fins de tarde de verão. “Underneath The Pine” será lançado no exterior pela Carpark Records, e simultaneamente no Brasil, pelo selo Vigilante (Deck) em cd e digital.