Google+

English

Blog

Vanguart interpreta Bob Dylan em novo álbum

DECK
12/06/2019
|
admin

Dia 28 de junho o Vanguart lança “Vanguart Sings Bob Dylan”, uma releitura de um dos maiores compositores da música contemporânea que sempre foi uma grande influência para a banda.

Após quatro discos autorais em 11 anos, o quarteto se enfurnou no estúdio Tambor, no Rio de Janeiro, em dezembro de 2018, junto do produtor Rafael Ramos para registrar seu primeiro álbum não-autoral. Dezesseis canções do bardo americano foram gravadas de modo ao vivo, dando ênfase a seus primeiros 15 anos de carreira, com exceção para “Make You Feel My Love”, do álbum de 1996, “Time Out of Mind”. “A importância de um disco do Vanguart tocando Dylan, para além de celebrar a obra do compositor, é enorme, pois ao mesmo tempo que nos faz compreender de onde viemos também nos mostra que podemos ir muito além de bandeiras e gêneros fincados dentro da música e seus limites. Enquanto os ventos seguirem soprando, a resposta continuará lá” — comenta Helio Flanders.

Gravado em 5 dias, o álbum traz uma música cantada pela violinista Fernanda Kostchak, “House of the Risin’ Sun” e outra pelo guitarrista David Dafré, “Hurricane”. As demais canções foram interpretadas pelos vocalistas da banda Helio Flanders (que também tocou violão, guitarra, piano e gaita) e Reginaldo Lincoln (que também tocou baixo, guitarra e violões). Também participaram do disco Julio Nganga (piano e órgão Hammond), Kezo Nogueira (bateria e percussão) e Pedro Gongom (bateria, percussão).

“Vanguart Sings Bob Dylan” será lançado pela Deck nas plataformas digitais, em CD e num compacto em vinil com 3 faixas: “Blowin’ In the Wind”, “Tangled Up in Blue” e “Don’t Think Twice, It’s All Right”. Os shows de lançamento serão dias 5, 6 e 7 de julho no Sesc Santana, em São Paulo.


Rodrigo Costa lança “Tijucaribe”, seu novo EP

DECK
11/06/2019
|
admin

Consagrado e apresentado ao público como baixista e um dos vocalistas do Forfun, Rodrigo Costa decidiu partir para outras aventuras enveredando-se em novas bandas e projetos paralelos. Dando continuidade à sua carreira solo, o carioca lança agora “Tijucaribe”, seu novo EP, lançado pela gravadora Deck.

Com seis faixas, o registro é uma experiência do músico dentro do universo dos beats, samples, loops e sintetizadores digitais como elementos de construção dos arranjos, complementados por cordas e vocais. Produzido pelo próprio artista, o EP teve mixagem e masterização de Damien Seth, francês radicado no Brasil e que já trabalhou com nomes como Marcelo D2, Rael e Gilberto Gil, entre outros.

Com letras que trazem reflexões sobre a condição humana, sociedade, religião, os desafios na construção do futuro e o universo das sutilezas, o título “Tijucaribe” surgiu como uma referência à junção de influências que vão desde o bairro carioca até à região da América Central, e que moldam o novo repertório. Desse modo, há inspiração em gêneros e grupos que vão desde os MCs expoentes do funk carioca aos caribenhos reggaeton, dancehall e dembow — preponderantes nas seis faixas que compõem o trabalho.

Uma grande confluência de gêneros latino-americanos promovida por Rodrigo Costa, “Tijucaribe” já pode ser conferido em todos os aplicativos de música.

>> Ouça o EP: https://RodrigoCosta.lnk.to/TijucaribePR


Gabriel Gonti lança nova versão de “Amarelo (Dancei)” gravada em take único e sem edições

DECK
10/06/2019
|
admin

No final de 2018, Gabriel Gonti lançou seu single e videoclipe de “Amarelo (Dancei)” (Gabriel Gonti/Guto Oliveira/Mike Túlio) — uma faixa que, como indica o nome, apresenta ritmo dançante e pegada upbeat, acompanhada de riffs de guitarra e batidas eletrônicas. Agora, o mineiro entrega uma nova versão, acústica e mais lenta, da música, através do seu projeto One Take.

A releitura de “Amarelo (Dancei)” apresenta arranjos mais simples, contando apenas com voz e um violão. Essa, inclusive, é a segunda canção de Gabriel a ser lançada pelo One Take, que reúne registros gravados ‘de primeira’, sem edições posteriores. A outra faixa também gravada sob esse esquema, “Quem Me Dera”, já acumula mais de 700 mil plays no Spotify, e seu sucesso motivou o artista a prosseguir no projeto.

A composição original nasceu numa tarde em que o músico tocava com Mike e Guto, da banda OutroEu. Gabriel começou a ideia no ukulele e os três compuseram a música juntos. De acordo com Gabriel, as faixas acústicas ajudam a transmitir a real performance do artista, já que não há, com exceção da mixagem dos microfones, nenhuma pós-produção do material gravado. “Essa versão em voz e violão de ‘Amarelo (Dancei)’ mostra minha maior verdade, que sou eu tocando violão e cantando sem edição. Inclusive, nem seria possível fazer grandes edições, já que o som do violão é captado pelo microfone do vocal e vice-versa. Eu sinto que esse esquema aproxima a música do público que gosta de escutar a faixa sem maquiagem nenhuma sobre a verdade do artista”, comentou.

Com produção de Túlio Airold e gravada no estúdio No Santo Som, em Campinas (SP), “Amarelo (Dancei) (One Take)” já está disponível em todos os aplicativos de música, num lançamento da gravadora Deck.

>> Ouça o single: https://GabrielGonti.lnk.to/AmareloDanceiOneTakePR


Gaby Amarantos homenageia o Pará em single duplo e clipes inéditos

DECK
05/06/2019
|
admin

A cantora e compositora Gaby Amarantos vai lançar de uma só vez um single duplo e videoclipes para as duas músicas no dia 13 de junho. São duas faixas especiais, com as quais ela homenageia o Pará e que trazem novidades na sonoridade, o que já é a sua marca registrada.

“Cachaça de Jambu” é sobre uma das bebidas feitas com essa erva típica e misteriosa, que é muito usado pela culinária paraense. A música traz participações do DJ Waldo Squash e de Maderito, também compositores da faixa e integrantes da Gang do Eletro. “Ilha do Marajó (Gira a Saia)” é uma versão moderna desse clássico do carimbó do Mestre Verequete, agora com batidas eletrônicas e influências do tecnobrega. A faixa conta com a voz do próprio Mestre Verequete e com o DJ Waldo Squash.

As duas músicas serão lançadas pela gravadora Deck em todas plataformas digitais e com seus respectivos videoclipes. Gaby criou um núcleo criativo em Belém para desenvolvimento desse novo projeto, se envolvendo com direção, roteiro e styling, entre outros. Gareth Jones co-dirigiu e produziu os vídeos. Lucas Mariano, também co-diretor, assina a identidade visual, criando figurinos inspirados nas periferias de Belém e nas festas de aparelhagem. Luan Rodrigues também colaborou e co-dirigiu o clipe de “Cachaça de Jambu”.