Google+

English

Fernanda Takai lança “O Tom da Takai Ao Vivo”

Em julho de 2019, Fernanda Takai foi ao Rio de Janeiro gravar a versão ao vivo do seu álbum “O Tom da Takai” (Deck/2018). A apresentação intimista — já disponível em DVD e streaming pela gravadora Deck — conta com o mesmo repertório do disco de estúdio, além da reverência a grandes nomes da MPB.

A escolha de um charmoso hotel na Joatinga como locação não foi por acaso, já que a sua paisagem “remonta aos tempos do surgimento da bossa nova”, explica Fernanda. A escolha da plateia também foi calculada, dado que apenas alguns amigos foram convidados para assistir a apresentação, a fim de manter a atmosfera íntima.

O repertório do novo disco conta com 16 faixas, três a mais que o trabalho de estúdio. Dentre as adições, destacam-se “Kobune”, versão em japonês de “O Barquinho” (Menescal / Ronaldo Bôscoli) e “Samba de Verão”, de Marcos e Paulo Sérgio Valle. “A inclusão de uma canção do Marcos e outra do Menescal foi uma maneira de celebrar e agradecer a presença deles nesta etapa da minha carreira”, explicou Fernanda, que ainda convidou Marcos Valle (piano e teclados) e Roberto Menescal (guitarra), produtores do álbum de estúdio, para participar da apresentação. Além disso, há “Once I Loved”, que fora lançada apenas na versão japonesa do disco de estúdio.

Com arranjos fiéis ao lançamento de 2018, a ideia foi deixar cada canção se manifestar sem rodeios. “Queríamos captar a excelência de cada músico, deixar a essência musical de cada canção aflorar da maneira mais direta possível”, acrescentou a cantora. Além da dupla Valle e Menescal, Caio Plínio (bateria), Diego Mancini (baixo), Thiago Delegado (violão) e Fernanda Melino (teclado) completam a formação de instrumentistas.

A obra de Tom Jobim sempre relacionou música a outros sentidos. As paisagens marcam canções como “Fotografia”, ao passo que “The Red Blouse (A Blusa Vermelha)”, por exemplo, batiza com cores uma trilha instrumental. Ciente disso, Fernanda Takai tratou de unir suas ideias únicas ao legado do Maestro. Em seus trabalhos, a também vocalista do Pato Fu nunca se pautou pelo que todos fazem, e, mais uma vez, a habilidade, ousadia e criatividade produziram um resultado rico e caprichoso.

Ouça aqui: https://fernandatakai.lnk.to/OTomDaTakaiAoVivoPR